Notícias

Conhecendo os 4 subsistemas GIS, o que está acontecendo?


O rápido desenvolvimento da era da digitalização teve um impacto positivo em vários campos da ciência, um dos quais é a geografia. Onde podemos conhecer o potencial da região não só a partir dos recursos naturais, mas também do ponto de vista do planejamento do desenvolvimento, utilizando um sistema de informação geográfica (SIG).

O Sistema de Informação Geográfica (SIG) é freqüentemente interpretado como um sistema de informação baseado em computador, que é um dos avanços da tecnologia da informação. GIS é um sistema cuja função é gerenciar, coletar e apresentar informações na Terra obtidas a partir da entrada desses dados e dados de sensoriamento remoto.

Em sua gestão, existem quatro subsistemas GIS funcionais, incluindo; subsistema de entrada, subsistema de gerenciamento de dados, subsistema de manipulação e análise de dados e subsistema de apresentação de dados (saída). Para mais detalhes, o significado de cada subsistema GIS será explicado abaixo!

Subsistema de entrada (entrada)

O subsistema de entrada de dados desempenha um papel na recuperação, coleta e conversão de dados em formato digital que podem ser aceitos e usados ​​em GIS. Existem dois tipos básicos de dados geográficos, nomeadamente dados espaciais (espaciais) e dados de atributos (descrição).

  • Dados espaciais são dados ou informações geograficamente orientadas e que têm um determinado sistema de coordenadas como base de referência. Existem dois modelos de apresentação de dados espaciais: dados raster e dados vetoriais.
  • Dados de atributos são dados que apresentam aspectos de descrição / explicação de um fenômeno na superfície da Terra na forma de palavras, números ou tabelas. Os dados de atributos servem para descrever fenômenos topográficos porque possuem aspectos descritivos e qualitativos. Os dados de atributos podem ser classificados em quatro níveis de medição, a saber, dados nominais, dados originais, dados de intervalo e dados de razão.

(Leia também: Estágios de Trabalho do Sistema de Informação Geográfica)

Os dados inseridos no subsistema GIS podem ser obtidos de várias fontes, nomeadamente dados de campo, dados de mapa e dados de sensoriamento remoto.

  • Os dados de campo são obtidos diretamente por meio de observações ou medições em campo. Esses dados são descritivos e não são registrados por sensores de sensoriamento remoto. O processo de entrada de dados de atributos no GIS pode ser feito por meio de tabulação, nomeadamente fazendo tabelas.
  • Os dados do mapa são dados provenientes de mapas que foram convertidos para a forma digital. O processo de entrada de dados espaciais em GIS pode ser feito de duas maneiras, ou seja, digitalização e digitalização.
  • Os dados de sensoriamento remoto estão na forma de imagens de satélite e fotografias aéreas.

Subsistema de gerenciamento de dados

O subsistema de gerenciamento de dados desempenha um papel na organização de dados, tanto espaciais quanto dados de atributos em um banco de dados (banco de dados), de modo que os dados armazenados sejam fáceis de recuperar, atualizar e editar.

Manipulação de dados e subsistema de análise

Este subsistema determina as informações geradas pelo SIG, para realizar a manipulação e modelagem dos dados para produzir as informações esperadas. Este subsistema GIS fornece várias funções para fins de análise de dados. Por exemplo, armazenamento em buffer, pontuação e sobreposições.

Entre os três exemplos dessas funções, a função de sobreposição é a função mais usada em GIS. a função de sobreposição ou sobreposição é combinar vários mapas temáticos que possuem diferentes informações relacionadas a uma determinada área geográfica.

Subsistema de apresentação de dados (saída)

O subsistema de apresentação de dados exibe ou produz todas ou parte das linhas de dados na forma de cópia eletrônica ou cópia impressa, como tabelas, gráficos, mapas e outros. A partir desses dados de saída, os usuários podem obter informações que ajudarão na tomada de decisões no planejamento do desenvolvimento.

Siga-nos e curta-nos:





Source link

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo