Notícias

Promoção ótima da biodiversidade em paisagens agrícolas – ScienceDaily

Traduzido de Science Daily

Devido à agricultura moderna, a biodiversidade em muitos grupos de espécies está em declínio. Nas últimas três décadas, foram feitas tentativas para contrariar esta situação com esquemas agro-ambientais a vários níveis, desde o estado federal nacional a programas ao nível da UE. Não apenas por valorização da natureza, mas também porque muitas espécies desempenham funções importantes para a própria agricultura: algumas polinizam as plantações, outras regulam as populações de pragas.

Uma das medidas promovidas nos esquemas é a criação de campos de flores. “No entanto, atualmente não se sabe de forma conclusiva se e em que medida esses habitats alcançam o efeito desejado sobre a biodiversidade”, disse o professor Ingolf Steffan-Dewenter. Para dar mais clareza, o diretor da Cátedra de Ecologia Animal e Biologia Tropical da Julius-Maximilians-Universität Würzburg (JMU), na Baviera, Alemanha, lançou um estudo de campo em grande escala em 2016. Os resultados já foram publicados no Jornal cientifico procedimentos da Academia Nacional de Ciências.

Os biólogos investigaram a composição de espécies de diferentes tipos de campos de flores em paisagens agrícolas no norte da Baixa Francônia. Como referência, utilizaram as pastagens calcárias seminaturais que existem nesta região. Esses habitats de floração geralmente protegidos são conhecidos por sua grande diversidade de espécies.

Quase 55.000 espécimes identificados

“Nossa abordagem difere de estudos científicos anteriores neste campo em alguns aspectos essenciais”, explica Fabian Bötzl, principal autor do estudo de Würzburg. Em primeiro lugar, há a extensão dos grupos de espécies considerados: um total de doze grupos taxonômicos foram estudados, de plantas vasculares a cigarras, abelhas, moscas, borboletas e besouros a pássaros. Em três anos de coleta de dados em campo e cerca de mais um ano de análises laboratoriais, os pesquisadores identificaram cerca de 55.000 espécimes que poderiam ser atribuídos a 3.187 táxons.

Continuidade temporal como um fator importante

Em segundo lugar, eles incluíam a continuidade temporal dos vários campos de flores. “Isso significa que, ao contrário de muitos estudos anteriores, levamos em consideração a respectiva idade dos campos de flores e seu histórico de uso”, explica o professor JMU Jochen Krauss, coautor do estudo.

Os resultados apóiam que a diversidade aumenta na maioria dos grupos taxonômicos com a continuidade temporal dos habitats. Por exemplo, há apenas cinco a seis espécies de gafanhotos em campos de flores recém-estabelecidos durante o primeiro ano, que aumentam com o tempo para as cerca de 15 espécies de pastagens calcárias usadas como referência.

Áreas jovens também têm suas vantagens

Como consequência, em termos de conservação das espécies, a regra deveria ser ‘quanto mais velha, melhor’? “Não é tão simples, pois com o envelhecimento dos campos de flores, a composição e o respectivo número de espécies também mudam”, explica Bötzl. “Para algumas espécies, como os besouros terrestres, que desempenham um papel importante no controle de pragas em áreas agrícolas adjacentes, os habitats jovens são mais vantajosos. Seu número de espécies diminui com o tempo.”

Outro resultado do estudo: o tamanho dos campos de flores e da paisagem circundante, seja bastante monótona ou diversa, tem apenas efeitos mínimos no desenvolvimento da diversidade de espécies.

É a mistura que conta

Além da comunidade científica, as autoridades de planejamento responsáveis ​​por programas agroambientais também podem ser destinatários potenciais dos resultados da pesquisa de Würzburg. As seguintes mensagens podem ser derivadas para eles: Não existe um tipo ideal de campo de flores que suporte todas as espécies igualmente bem. Para proteger o maior número possível de espécies animais e vegetais, campos de flores bem distribuídos de diferentes idades são recomendados na paisagem agrícola.

Fonte da história:

Materiais fornecido por Universidade de Würzburg. Nota: o conteúdo pode ser editado quanto ao estilo e comprimento.



Source link

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo