Animais

As repetições de DNA no cromossomo Y tornam-se mais ativas e tóxicas conforme os machos envelhecem


Os homens podem ter uma expectativa de vida mais curta do que as mulheres devido a seções repetitivas do cromossomo Y que criam efeitos tóxicos à medida que os homens envelhecem. Essas novas descobertas aparecem em um estudo de Doris Bachtrog, da Universidade da Califórnia, Berkeley, publicado em 22 de abril em PLOS Genetics.

Em humanos e outras espécies com cromossomos sexuais XY, as mulheres tendem a viver mais do que os homens. Uma possível explicação para essa disparidade pode ser sequências repetitivas dentro do genoma. Embora homens e mulheres carreguem essas sequências repetidas, os cientistas suspeitam que o grande número de repetições no cromossomo Y pode criar um “efeito tóxico” que encurta a vida dos homens. Para testar essa ideia, Bachtrog estudou moscas da fruta machos da espécie Drosophila miranda, que têm cerca de duas vezes o DNA repetitivo das fêmeas e uma vida útil mais curta. Eles mostraram que, quando o DNA está em sua forma compacta dentro das células de homens jovens, as seções repetidas são desligadas. Mas à medida que as moscas envelhecem, o DNA assume uma forma mais solta que pode ativar as seções repetidas, resultando em efeitos colaterais tóxicos.

O novo estudo mostra que os cromossomos Y ricos em repetições são um risco genômico para os homens. As descobertas também apóiam uma ligação mais geral entre DNA repetido e envelhecimento, que atualmente não é bem compreendida. Estudos anteriores com moscas-das-frutas mostraram que, quando seções repetidas são ativadas, elas prejudicam a memória, encurtam a expectativa de vida e causam danos ao DNA. É provável que esse dano contribua para os efeitos fisiológicos do envelhecimento, mas mais pesquisas serão necessárias para descobrir os mecanismos subjacentes aos efeitos tóxicos do DNA repetido.

Fonte da história:

Materiais fornecidos por PLOS. Nota: o conteúdo pode ser editado quanto ao estilo e comprimento.


Traduzido de Science Daily

Source link

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo